Veja chama evangélicos de ‘gente incômoda’ e pastores respondem: “É preconceito”



Postado com autorização do site Guiame.com.br

Artigo da revista Veja (esquerda) foi criticado por líderes cristãos, como Asaph Borba (centro) e Rina (direita). Na última terça-feira, a Revista Veja publicou em seu site o artigo “Gente Incômoda” que integrou sua edição mais recente. No texto, o articulista J. R. Guzzo cita que os evangélicos são o grupo religioso que mais cresce no Brasil e os caracteriza como “incômodos” para grande parte da sociedade. “Trata-se da ‘fé evangélica’, como se

chama, para simplificar, a vasta constelação de igrejas, seitas e cultos de origem protestante que nas estatísticas já reúnem um terço da população brasileira — e na vida real podem estar além disso. Esse povo, em grande parte do ‘tipo moreno’, ou ‘brasileiro’, vem sendo visto com horror crescente pela gente bem do Brasil”, escreve o autor do texto em um trecho. Em outro trecho, Guzzo critica as doações e dízimos entregues nas igrejas…

CONTINUE LENDO

Veja também:

9-SONHO – Perseguição aos santos de Deus

1 Comentário on "Veja chama evangélicos de ‘gente incômoda’ e pastores respondem: “É preconceito”"

  1. Alisson Paulo Andrade | 09/10/2017 at 9:52 AM | Responder

    Infelizmente a maior parte do público evangélico não soube interpretar o artigo do jornalista Ricardo Guzzo. Apesar do tom irônico do artigo, Ricardo Guzzo fez ali UMA AMPLA DEFESA DE TODOS OS EVANGÉLICOS BRASILEIROS. No texto, logo no primeiro parágrafo, Ricardo Guzzo DEFENDE A LIBERDADE RELIGIOSA, e deixa claro que as “elites culturais” do Brasil, se pudessem, removeriam o nosso direito de expressar a nossa fé livremente. Além disso, no artigo, ele deixa claro como os evangélicos quase sempre são maltratados pela grande mídia. Denunciou como as classe dominantes odeiam o voto e os candidatos evangélicos. No artigo, o jornalista ainda denunciou, sem citar nomes, líderes religiosos, evangélicos e espíritas, que aproveitam as suas posições para arrancar dinheiro de seus seguidores, utilizando para isso falsas promessas e profecias de araque, coisa que todos nós criticamos também. É raro quando alguém da grande mídia decide nos defender, e quando faz isso leva porrada dos próprios evangélicos.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será mostrado. ** Campos obrigatórios