Trump e May concordam com a necessidade de impedir futuros ‘ataques químicos’

Postado com autorização do site Sputnik News – Termos de uso Aqui

Depois de falar por telefone, os líderes do governo dos EUA e do Reino Unido disseram que os países cooperariam para encontrar uma “resposta internacional” ao suposto uso de armas químicas na Douma, na Síria, informou o governo britânico nesta quinta-feira (12). Publicado pela Reuters, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, falaram na quinta-feira sobre a situação na Síria, onde



EUA, França e Reino Unido acusaram o presidente sírio Bashar al-Assad de usar armas químicas contra um civil. grupo. A Organização para a Proibição de Armas Químicas enviou uma equipe à Douma, onde seus investigadores iniciarão uma missão de averiguação no sábado. Evidências transparentes e concretas ligando Assad ao ataque ainda não surgiram, o que justificaria alegações feitas pelos governos dos EUA e do Reino Unido.

CONTINUE LENDO

Seja o primeiro a comentar on "Trump e May concordam com a necessidade de impedir futuros ‘ataques químicos’"

Deixe um comentário

Seu e-mail não será mostrado. ** Campos obrigatórios