Relatório da ONU detalha violações graves contra crianças promovidas pelo Boko Haram na Nigéria



Crianças no nordeste da Nigéria continuam sofrendo graves violações cometidas por integrantes do Boko Haram em meio ao conflito em curso na região, advertiu um novo relatório das Nações Unidas lançado no início desse mês (4). Entre janeiro de 2013 e dezembro de 2016, período avaliado pelo documento, ataques do grupo armado e confrontos entre o Boko Haram e as forças de segurança resultaram na morte de pelo menos 3.900 crianças, e

deixaram cerca de 7.300 menores mutilados. De acordo como estudo, os ataques suicidas se tornaram a segunda principal causa de baixas de crianças, responsáveis por mais de mil mortos e 2.100 feridos durante o período avaliado. A ONU verificou o uso de 90 crianças, sendo a maioria meninas, em atentados suicidas na Nigéria, Camarões, Chade e Níger. Além disso, o relatório apontou o recrutamento e uso de 1.650 crianças. Depoimentos de…

CONTINUE LENDO

Seja o primeiro a comentar on "Relatório da ONU detalha violações graves contra crianças promovidas pelo Boko Haram na Nigéria"

Deixe um comentário

Seu e-mail não será mostrado. ** Campos obrigatórios