Mordaça Gay: Projeto de Lei de “Crimes de Ódio” pode prejudicar Cristãos, diz deputado Eduardo Bolsonaro



Você terá coragem de ser preso por pregar a verdade? Até onde vai seu grau de renúncia por amar à Cristo? Na última semana a Comissão de Direitos Humanos da Câmara analisou o Projeto de Lei 7582/2014, de autoria da deputada Maria do Rosário (PT-RS), que versa sobre o chamado “crime de ódio”. O texto refere-se a ofensas por razões de raça, origem social, identidade de gênero, orientação sexual, condição de migrante ou refugiado,

idade, religião e outros. Durante a discussão, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) levantou a questão de que as igrejas poderão ser cerceadas de seus direitos à crença por conta deste projeto. “As primeiras vítimas desse projeto serão os religiosos. Quando um pastor estiver na pregação e falar a palavra ‘gay’ ou ‘homossexual’, pouco importa o que virá depois, ele já vai tomar um processo para ficar quietinho no canto dele”, declarou…

CONTINUE LENDO

Veja também:

O Homossexualismo e a Bíblia

Seja o primeiro a comentar on "Mordaça Gay: Projeto de Lei de “Crimes de Ódio” pode prejudicar Cristãos, diz deputado Eduardo Bolsonaro"

Deixe um comentário

Seu e-mail não será mostrado. ** Campos obrigatórios