Mais de 180 cristãos foram processados, após proibição de evangelismo na Rússia



Reprodução do site Guiame

Os cristãos compõem a grande maioria dos que sofrem com a implantação das leis tidas como “anti-missionárias” na Rússia. São mais de 180 casos trazidos sob a nova legislação que entrou em vigor há um ano. As perseguições cresceram nos primeiros 12 meses desde que foram implementadas, no dia 20 de julho de 2016. Estão proibidas atividades que vão desde encontros de oração em casas, publicar canções cristãs em sites

religiosos e até mesmo orar na presença de outros cidadãos sendo interpretados como “atividade missionária”. Relatórios publicados pelo Forum18, uma organização de liberdade religiosa na Noruega, detalham os mais de 180 grupos religiosos e indivíduos punidos pelas restrições e revelam que os protestantes evangélicos compõem a maioria dos “castigados”. Confusão: Os regulamentos, oficialmente listados como Código Administrativo…

CONTINUE LENDO