Hungria critica ‘cota de refugiados’ da UE e diz que cada migrante custa R$115 mil ao país

Pxhere CC0

Postado com autorização do site Sputnik News – Termos de uso Aqui

O Ministro de Estado da Hungria para comunicação do governo, Bence Tuzson advertiu sobre os enormes custos e as implicações financeiras em permitir que migrantes se instalem no país. “Com base nestes planos [quotas da UE], a Hungria já teria que admitir mais de dez mil migrantes antes do final deste ano (…) o que teria sérias implicações financeiras”, afirmou em uma coletiva de imprensa. Em seguida, Tuzson cobrou a delineação dos custos



da resolução de migrantes na Hungria, advertindo que poderiam aumentar. “Tendo em vista o fato de que, de acordo com os planos de Bruxelas, cerca de 9 milhões de forints (R$115 mil) deveriam ser gastos com todos os migrantes, o custo envolvido seria na ordem de 100 bilhões de forints (R$1,2 bi), o que poderia aumentar ainda mais em várias ordens de grandeza nos anos futuros, à custa do orçamento nacional”, acrescentou o ministro.

CONTINUE LENDO

Veja também:

ARTIGO – A lei da imigração é benéfica para o Brasil? Veja o que está acontecendo em Londres…

Seja o primeiro a comentar on "Hungria critica ‘cota de refugiados’ da UE e diz que cada migrante custa R$115 mil ao país"

Deixe um comentário

Seu e-mail não será mostrado. ** Campos obrigatórios