Citando Brasil, comissário da ONU alerta para vínculo entre corrupção e perda de direitos



Reprodução do site Nações Unidas

Durante a abertura da 36ª sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, realizada na sede da organização em Genebra nesta segunda-feira (11), o alto-comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad Al Hussein, alertou que a corrupção viola os direitos de milhões de pessoas em todo o mundo, “roubando-as do que deveriam ser bens comuns e privando-as de direitos fundamentais, como saúde, educação ou acesso

igualitário à justiça”. “Os escândalos recentes, incluindo alegações muito graves sobre funcionários de alto nível no Brasil e em Honduras, revelaram o quão profundamente a corrupção está inserida em todos os níveis de governança em muitos países das Américas, muitas vezes ligados ao crime organizado e ao tráfico de drogas”, disse Zeid. Isso prejudica, destacou Zeid, as instituições democráticas e corrompe a confiança pública. “O…

CONTINUE LENDO