Ativista deixou de defender aborto, após ser confrontada por pastor com a Bíblia



Reprodução do site Guiame

Esta semana faz 22 anos que Norma McCorvey (mais conhecida Jane Roe) se batizou, dando seu primeiro passo para uma das conversões mais improváveis ​​à fé cristã que alguém poderia testemunhar. Décadas anteriores, McCorvey era uma ativista defensora do aborto – que nos EUA é chamada de “pró-escolha” – e foi uma figura-chave no caso ‘Roe v. Wade’, que abriu o caminho para a aprovação do aborto de dezenas de milhões de bebês

posteriormente nos EUA. Décadas após essa decisão fatídica, McCorvey acabou cruzando o caminho do pastor Flip Benham, que havia montado os escritórios de sua organização pró-vida logo ao lado da chamada “fábrica de aborto” na qual McCorvey trabalhava. Em um podcast gravado para o site ‘Faithwire’ esta semana, Benham falou sobre seu relacionamento com McCorvey, incluindo o versículo da Bíblia que ele leu para ela e a fez mudar…

CONTINUE LENDO

Veja também:

Mais de 200 pastores se unem para planejar combate ao aborto, nos EUA

13 mil bebês foram salvos do aborto durante campanha de oração em frente à clínicas