“A verdade histórica é mais forte, e a verdade prevalecerá”, afirmou Netanyahu em reação à resolução da UNESCO

Shalom-Israel

Furioso como não poderia deixar de estar com a decisão da UNESCO em reinventar a História no que concerne à ligação milenar dos judeus com a sua Cidade eterna, Jerusalém, o primeiro-ministro comentou e satirizou a decisão do desacreditado órgão da ONU, com as seguintes palavras:

“Hoje, a organização adotou outra decisão delirante, afirmando que o povo judeu não tem ligação com o Monte do Templo ou com o Muro Ocidental. Mesmo que eles não leiam a Bíblia, eu sugeriria aos membros da UNESCO que visitem o Arco de Tito, em Roma. Nele, pode-se ver o que os romanos trouxeram para Roma depois de destruírem e saquearem o Segundo Templo, no Monte do Templo, há 2 mil anos.



CONTINUE LENDO

Seja o primeiro a comentar on "“A verdade histórica é mais forte, e a verdade prevalecerá”, afirmou Netanyahu em reação à resolução da UNESCO"

Deixe um comentário

Seu e-mail não será mostrado. ** Campos obrigatórios